Terapia hormonal pelos agonistas do LHRH são eficazes no tratamento da próstata HPB?

15-11-2018 23:29

Os agonistas do LHRH (eles atuam como castradores químicos) são eficazes para reduzir o volume prostático e melhorar a obstrução na HBP, mas não são uma boa opção para o tratamento da hiperplasia benigna da próstata, porque a privação androgénica produz múltiplos efeitos secundários nos pacientes tratados. Entre eles, podemos mencionar:

  • diminuição do desejo sexual,
  • disfunção eréctil,
  • alterações da ejaculação,
  • depressão,
  • osteoporose e
  • transtornos vasomotores (também conhecidos como afrontamentos, ondas de calor, calores ou fogachos) muito incómodos para o paciente.
 

Quando o tratamento é suspenso, o quadro volta aos níveis iniciais depois de 6 meses e a próstata recupera o tamanho inicial em 99% dos casos. Portanto, o efeito benéfico destes fármacos é, na prática, muito questionável.

 

Voltar